PostHeaderIcon HORTELÃ


HORTELÃ, OU MENTA

Nome científico: Menta spicata

Nome comum: Menta, Hortelã.

Nomes populares: Hortelã

Família: Lamiaceae

Habitat: Espalhada por todo o Mundo

História: Planta utilizada desde a antiguidade, com a sua origem confundida com os mitos. A Hortelã era muito usada pelos egípcios, hebreus, gregos, romanos e americanos, durante o século IX foram introduzidas na Europa muitas variedades. Esta planta aparece referenciada na bíblia aparece como dízimo. Os árabes decoravam as mesas dos banquetes com Menta antes das festas e limpavam o chão com a erva para estimular o apetite dos convidados. Uma das ninfas amadas por Plutão, Minthe foi transformada em erva para fugir da ira da ciumenta mulher do deus grego. Erva da amizade e do amor, símbolo da hospitalidade, conta-se que Zeus e Hermes nas suas andanças pela Terra, disfarçados, foram acolhidos para comer na casa de um casal de pobres anciões que forraram a mesa com hortelãs para melhor recebê-los. Os deuses então transformaram o casebre num palácio. Outra lenda dá conta que Sherazade, a personagem que contou mil e uma noite de histórias ao sultão para não morrer, relatava os seus contos ao sabor de chã de hortelã.

Conservação: Secar na sombra num local bem ventilado.

APLICAÇÕES MEDICINAIS:

Partes utilizadas: Folhas, flores

Propriedades: diuréticas e anti-térmicas, estimulante

Componentes : vitaminas A,B e C. minerais (cálcio, fósforo, ferro e potássio)

Indicações : As folhas de Menta exercem ação tonica e estimulante sobre o aparelho digestivo, além de possuir propriedades antisépticas e ligeiramente anestésicas . Alivia também as dores de cabeça e dores das articulações. Ligeiramente vermífugo (lombrigas e oxíuros), calmante, é também um bom chá para gripes e resfriados. Combate cólicas e gases, aumenta a produção e circulação da bílis. Favorece a expulsão dos catarros e impede a formação de mais muco.

Receitas medicinais: Para picadas de insetos em crianças, colocar rapidamente muitas folhas amassadas em cima da zona da picada. Para dores abdominais, tomar um copo de leite aquecido com algumas folhas de hortelã. A Infusão é indicada para gripes e resfriados.

Infusão – 3 gs em 100 ml de água fervente não mais que 5 minutos.

Óleo medicinal – Mergulhar um bom punhado de folhas e flores amassadas em azeite por 4 dias para aplicações locais com massagens.

Outros usos :

Uso caseiro : Plantar perto das rosas para afastar os pulgões. Espalhar folhas frescas ou secas nas despensas, para afastar os ratos.

Uso culinário : Muito utilizada nas receitas de carne de caça e borrego, assim como nos legumes. É usada também como aromatizante de doces e alimentos de conserva, na preparação de licores e xaropes e na aromatização de tabacos.

Cosmética: Rejuvenescimento da pele e refrescante. A hortelã pimenta é adstringente e clareia o tom da pele, pode também ser utilizada como infusões para bochechar a boca para tirar o mau hálito.

Banho estimulante : Ferver em lume brando cerca de 3 minutos, 50 gramas de folhas de hortelã num litro de água. Misturar à água do banho (tomar pela manhã).

Efeitos colaterais : Não deve ser consumida em grandes quantidade por crianças e lactantes, pois pode causar dispnéia e asfixia. As mentas não devem ser consumidas em grandes quantidades por longos períodos de tempo, pois a pulegona contida na planta exerce ação paralisante sobre o bolbo raquidiano. Pode causar insônia se for tomado antes de se deitar.

Autor: André M. P. Vasconcelos (Engenheiro Agrônomo)

Deixe um comentario

Artigos
Meu Twitter: