MENOPAUSA E ALIMENTAÇAO IDEAL

A menopausa é o momento em que os ovários deixam de produzir os hormônios estrógeno e progesterona. 

A principal característica desta fase é a ausência de menstruações, porém, a menopausa pode começar a se manifestar por irregularidades menstruais, menstruações escassas, menstruações mais ou menos freqüentes. Não existe idade predeterminada para a menopausa. Geralmente ocorre entre os 45 e os 55 anos, no entanto pode ocorrer a partir dos 40 anos sem que isto seja um problema. 

O ovário humano tem uma vida funcional de mais ou menos 35 anos, declinando em seguida. O ovário contém o máximo numero de óvulos durante o quinto mês de vida fetal e vai diminuindo caindo para aproximadamente 1 milhão na hora do nascimento. Na menopausa , permanecem apenas 25 mil. Já antes da menopausa, caem os níveis de testosterona, estrona, estradiol, e progesterona no plasma. A progesterona diminui devido  redução progressiva  dos folículos ovarianos, causando deficiência de estrogênio. Devido aos ovários não produzirem, começa então a produção de estrona através das adrenais, que vai aumentando conforme o progredir da idade. TORNANDO-SE NESTA FASE AS ADRENAIS,  AS PRINCIPAIS FONTES PRODUTORAS DE HORMONIOS FEMININOS (TALLOTO,2010).

Os ovários envelhecidos retraem-se  e criam aspecto enrugado, as vezes podem apresentar ainda  uma mínima atividade hormonal. Esses hormônios inativos em grande parte se acumulam nos tecidos, inclusive glândulas mamárias, fígado rins, músculos, tecidos gordurosos e sistema nervoso central (hipotálamo) e na pele, ai tornando-se ativos devido a perder o grupo sulfato. (começam ocorrências de esteatose hepática, dores musculares, perda de memória etc.)  Ocorre  também nesta fase uma queda do hormônio do crescimento e do hormônio somatomedina (por isto a  flacidez e perda muscular). O cortisol não altera, mas a ação dele não é mais mediada pelo estrogênio, e pode causar diabetes melitus, ocorre a queda do catabolismo proteico (perda de massa muscular). Pode acontecer atrofia da vulva,  vagina, do útero, das trompas de Falópio, dos ligamentos pélvicos e das mamas. A pele perde colágeno e torna-se mais seca e inelástica. A mucosa da bexiga a periureteral, involuem podendo causar incontinência urinária(TALLOTO,2010)

Paralelamente a esse processo, há o aumento da liponeogenese, podendo formar mais colesterol que é matéria prima necessária para a formação dos hormônios femininos. AS ONDAS DE CALOR, PORTANTO TORNAM-SE NECESSÁRIAS PARA A REGULARIZACAO DA PRODUÇAO E DA LIBERAÇAO DOS HORMONIOS FEMININOS E ISSO SEM PRODUZIR EFEITOS NOCIVOS, UMA VEZ QUE O AUMENTO DA TEMPERATURA SE DA PELO AUMENTO DO FLUXO SANGUINEO NA PELE NÃO PROVOCANDO AUMENTO DA TEMPERATURA CORPORAL.  A percepção desse fenômeno poderá ajudar a mulher a se sintonizar com o processo, levando-a a suportar e aceitar esta sintomatologia de ondas de calor e ate acha-las mais amigável devido ao seu caráter funcional. O corpo tem a percepção da falta hormonal e toma providencias necessárias suprindo por outros mecanismos (adrenais) Nesse processo de produzir hormônios através das adrenais, o corpo cria mecanismos de defesa contra osteoporose, envelhecimento precoce, doenças cardiovasculares e varias outras patologias que causam ansiedade. Há estudos que mulheres com fogachos tem menos propensão a osteoporose! E é neste momento que industrias farmacêuticas investem a fim de vender a ideia de reposição hormonal como algo atraente e da moda, intimidando-a com supostos perigos da não utilização de hormônios sintéticos, mas não orientam quanto as complicações decorrentes da reposição hormonal sintética, tais  como:  depressão, náuseas, aumento de peso, nostalgia, dispepsia edema, ansiedade, irritabilidade, enxaqueca aumento das mamas etc. (TALLOTO,2010).

ORIENTAÇÕES GERAIS: 

  • Aumentar  o consumo dos alimentos que são fontes de cálcio (leite e iogurte desnatados, queijos brancos e magros) Porém lembre-se que MANTER OSSOS FORTES MAIS DE PREVENIR A PERDA DO CALCIO DO QUE AUMENTAR A INJESTAO.  Portanto consumir fígado fonte de vitamina k2 é excelente para que o cálcio da alimentação seja direcionado para os ossos e não se perca numa litíase renal ( A suplementação de Vitamina K2 tambem auxilia muito nesta fase)
  • Ingerir outros alimentos ricos em cálcio e vitamina D: produtos hortícolas de folhas largas e verde escuro e ovo;  Expor-se ao sol em horários benéficos (até as 10:00 e após 16 horas) para força muscular, e para absorção da Vitamina D é necessário o horário de 11 às 13 por 10 minutos 2 a 3 x semana sem filtro solar. Ovos são fonte de tiamina e niacina (vitaminas do complexo B que colaboram com o bom humor.Ricos também em vitamina E e Vitamina B6 precursora de dopamina.  Fonte riquíssima também de luteína (age como tônus da retina, evitando degeneração macular ou seja protege a visao) A metionina e a colina, ajudam na produção de neurotransmissores. Recomendação: após 50 anos é excelente consumir diariamente até 3 (em omelete, ou na água).
  • Não consumir, na mesma refeição, alimentos que são fontes de cálcio (leite, queijos e iogurtes) e alimentos fontes de ferro (carnes). O cálcio prejudica a absorção do ferro; 
  • Maior exposição ao sol com um pequeno passeio ao fim da tarde ou ao princípio da manhã; 
  • Parar de fumar; quem fuma nao absorve vitamina C. E sem vitamina C o risco de resfriados é maior e cicatrização prejudicada.
  • Investir em relacionamentos afetivos saudáveis, uma vida sexual satisfatória, são fatores que colaboram para aumentar a auto estima e viver bem na menopausa ou andropausa
  • Uma boa noite de sono de no mínimo 5 horas, em ambiente totalmente escuro, favorece o bom humor, e libera melatonina (hormônio da alegria) que ajuda muito contra depressão. Uma noite em claro estimula produção de grelina, hormônio que aumenta a fome, além de reduzir o ritmo do metabolismo. Durante o sono é liberado um hormônio chamado leptina que ajuda na sensação de saciedade.
  • Praticar  exercícios físicos regularmente ao menos 30 minutos 3 x na semana o ideal é todo dia, (caminhadas e corridas leves) que auxiliam na manutenção do peso corporal ideal, reduzem a pressão arterial, fortalecem os ossos e previnem a osteoporose e as cardiopatias; Exercícios regulares  liberam endorfinas que ativam a produção de serotonina (hormônio do humor); que normalmente na menopausa ou andropausa as taxas estão baixas. Algumas substâncias podem acelerar  o processo de produção de serotonina: “ o triptofano, precursor da mesma, regula a sensações de fome e bem-estar, é encontrado  na banana, feijão, chocolate.  O mel também estimula a produção de serotonina. Uma colher de sobremesa ao dia misturada com água é o suficiente.
  • A alimentação é outro meio de estimular hormônios do bem estar. Procurar consumir alimentos ricos em magnésio, cromo e cálcio, que ajudam no controle do peso e no metabolismo de carboidratos e gorduras. O cromo é encontrado na aveia, amêndoa, avelã, castanha-do-pará, figo seco, marisco, bife de fígado, lula e queijo branco. O magnésio na couve, castanha de caju, filé de linguado, lula marisco, peito de frango, tofu, cebola e gérmen de trigo
  • Apenas 10% da serotonina são produzidos no cérebro, o restante é sintetizado pelo intestino. Portanto ele deve estar sempre em perfeito funcionamento. Consumir um Yakult diariamente em jejum ou lactobacilos com  bifidum bacterium, auxilia numa boa flora intestinal. Chá de sálvia ou alfavaca também contribui para boa flora intestinal.
  • Técnicas de relaxamento e meditação ajudam a tolerar mais facilmente os sintomas do climatério, menopausa e andropausa
  • A pressão arterial, glicemia, os níveis de colesterol e triglicérides devem ser monitorados e acompanhados; Como também os níveis de tsh, que normalmente ficam alterados nesta etapa da vida. 
  • A alimentação deve ter uma redução de 200 a 400 kcal diárias, ser pobre em açúcar e sódio,  em  carboidratos (dar preferencia sempre aos integrais, conter gorduras boas como abacate e as oleaginosas, e rica em frutas, água, fibras, vegetais e grãos.
  • Evitar completamente o  consumo de gorduras trans como da margarina, bolachas recheadas e waffers e óleos vegetais nao confiáveis como canola, soja e milho (por serem transgênicos)
  • Consumir  diariamente, no mínimo, 5 porções de hortaliças e 3 de  frutas; 
  • As mulheres devem incluir o inhame   (contribui na produção do estrogênio)  e fortifica os gânglios linfáticos, que são os postos avançados de defesa do sistema imunológico, e os homens aumentar o consumo de alimentos que aumentam testosterona como a casca da melancia e feijão que é rico em zinco. 
  • Inclua sementes de linhaça na sua alimentação diária. A linhaça contém lignanas, um tipo de fitoestrógeno utilizado como alternativa de TRH (Terapia de Reposição Hormonal); 
  • Inclua 10 gramas de colágeno em pó diariamente (melhor hora consumir é ao deitar-se)  
  • Evite as bebidas alcoólicas; 
  • Tome, ao longo do dia, muita água e chás de folhas verdes (cidreira, melissa, hortelã, etc);
  • Consuma soja orgânicae derivados. Dietas com baixos teores de gordura animal e colesterol que incluem 25 gramas de proteína de soja diários, podem diminuir os riscos das doenças do coração.
  • Para os  fogachos: chá de sálvia 1 colher de sopa para uma xícara de água abafar por 10 minutos – consumir entre 11 e 13 horas e das 19 as 21 (horário do coração e pericárdio pela medicina chinesa)

Uma alimentação correta, equilibrada e suplementos alimentares, como complexo B, aliviam os sintomas comuns desta fase. Alimentos com quercetina (maçã e cebola), coenzima Q10 (sardinha e aveia), ipriflavona e isoflavona (soja orgânica), minerais como o boro (frutas não cítricas como pêssego, abacaxi, legumes e castanhas), e fitoterápicos como vitex agnus castus e angélica sinensis, amora, yam mexicano,  melissa,homeopatia como  lachesis são a chave do sucesso

O Suco de cenoura e couve-flor para manter o equilíbrio hormonal é um excelente remédio caseiro uma vez que a couve-flor é rica em Niacina, mais conhecida como vitamina B3 que ajuda a regular os hormônios e a equilibrar os neurotransmissores do cérebro.

Recentemente os cientistas descobriram que o extracto de vegetais pertencentes à família das crucíferas como o brócolo, couves-flor, couve de Bruxelas entre outros, continham uma substância reguladora do equilíbrio hormonal, capaz de eliminar a H.pylori (mesmo quando esta resiste aos antibióticos) e mais importante ainda, com capacidades anticarcinogénicas. Essa substância identificada posteriormente dá pelo nome de indole 3-carbinol (I3C). O I3C é um metabolito secundário das plantas, ou seja, só se forma quando as células vegetais rebentam ou são comidas.Aqui vai uma receita que contém estas substâncias preciosas:

Receita do Suco de cenoura e couve-flor e brócolis para manter o equilíbrio hormonal Ingredientes

150g de couve-flor; 100 gramas de brócolis (pode ser somente o talo)

2 cenouras;

½ xícara de salsa;

Modo de preparo

lavar bem as cenouras, cortá-las em pequenos pedaços e separar a couve-flor em raminhos, e o brócolis todo ou so talos.Posteriormente adicione todos os ingredientes no tubo alimentar da centrífuga para que sejam reduzidas a suco. Beba esta suco no inicio do dia e aproveite os seus benefícios. (se não possuir centrífuga pode ser no liquidificador (consuma coado e aproveite os resíduos para uma torta salgada com farinha integral)

O desequilíbrio hormonal  pode ocorrer tanto nos homens como nas mulheres, principalmente a partir dos 40 anos de idade, quando entram na fase da menopausa e da andropausa. Esse desequilíbrio causa modificações no funcionamento fisiológico e psicológico do sujeito, que tende a ficar mais irritado, com sintomas depressivos e mal-estar. Os alimentos são importantes para manter o equilíbrio hormonal, mas as vezes é necessário fazer uma reposição dos hormônios, logo um médico deve ser consultado, para que seja realizada uma intervenção de acordo com o caso do paciente. (prefira uma reposição de bioidenticos)

Hormônios bioidênticossão substâncias cuja manipulação é idêntica aos hormônios produzidos pelo organismo, mesmo sendo desenvolvido em laboratório. Sendo assim, os receptores do  corpo captam 100%, sem efeitos colaterais se renovando   de maneira natural a cada dia, e não ficam acumulados no corpo como os sintéticos, que podem estacionar por até 180 dias. Os hormônios são os mensageiros enviados pelas glândulas para controlar as funções celulares, para que se mantenham vivas e se comuniquem adequadamente entre si, sendo responsáveis por regular o crescimento, o metabolismo e o desenvolvimento do organismo, além de controlar as funções de muitos tecidos e atuar nas funções reprodutivas. A queda da produção hormonal resulta em fenômenos degenerativos ao longo do envelhecimento. A modulação hormonal (hormônios, vitaminas, antioxidantes e aminoácidos) tem o  objetivo de  permitir a continuidade dos processos de reparação e restauração celular.

Hormonios bioidenticos  são produzidos a partir de uma matéria prima natural, e não modificados quimicamente como os sintéticos

A progesterona natural  (bioidentica) por exemplo, produzida fora do organismo precisa passar sempre por um processamento em laboratório onde alcançará estrutura molecular idêntica à da progesterona produzida pelo corpo humano, com efeitos idênticos. O material utilizado para produção é a diosgenina que é encontrada num tubérculo chamado cará também chamado de inhame.

Também pode ser feita a partir da soja. A matéria prima será a aquela mais disponível no momento, mais barata, e que contenha diosgenina ou outra substância com estrutura molecular adequada em quantidade suficiente. 

A diferença entre a progesterona natural, produzida  pelo organismo e os  hormônios sintéticos é que  pelo fato da progesterona natural não ser patenteável, as empresas farmacêuticas a modificaram molecularmente para produzir progestinas sintéticas, normalmente usadas em anticoncepcionais e na terapia de reposição hormonal – classificados como progestinas (ou progestogênios), como Provera, Duphaston e Primolut, que causam muitos efeitos colaterais.  

 É recomendado o uso de cremes transdérmicos com hormônios  bioidêntica. Por esse método, o creme é rapidamente absorvido pela pele e o(os)  hormônios são armazenados no tecido gorduroso, para posterior distribuição no organismo.

Aqui no Brasil, os cremes somente podem ser encontrados em farmácias de manipulação. Em princípio, qualquer farmácia de manipulação pode fazer o creme. Atentando que um bom creme não deve conter substâncias consideradas prejudiciais à saúde (propileno glicol ou parabenos), deve ser do tipo mais simples possível (não precisa “acessórios” como aloe vera, vitamina E, etc), e não deve conter óleo mineral (petrolato), pois ele prejudica a absorção da dos hormônios . 

Devidamente determinada pelo médico, a necessidade da reposição ou modulação hormonal bioidentica (termo preferido atualmente), proporciona ao paciente maior eficácia e segurança, com menor incidência de efeitos indesejáveis.

FONTE:

TALLOTO, Gilce Helena Vaz- Menopausa – a renovação da águia –um guia para a mulher permanecer ativa e feliz. Casa publicadora Brasileira – Tatui – Sp- 2010

Contribuição.

http://annanutrivida.blogspot.com/2009/02/recomendacoes-nutricionais-na-menopausa.html
http://www.minhavida.com.br/materias/alimentacao/Reduza+os+sintomas+da+menopausa+com+a+alimentacao+certa.mv
http://www.idmed.com.br/nutricaoMateria.php?sessao=nutricao&topico=3&materia=15
http://www.vivaleve.com.br/ALIMENTA%C7%C3O%20NA%20MENOPAUSA.htm
http://www.novatrh.net/creme.html

Eroni Lupatini: CRN 4298.graduada pela Faculdade Assis Gurgacz. –ESPECIALISTA EM NUTRIÇAO FUNCIONAL E FITOTERAPIA- FACULDADE INSPIRAR

Especialista em Docência do Ensino Superior – UNIPAN. – 

EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA EM:

FITOTERAPIA ENERGÉTICA CHINESA  (2019)

Depressão, Autismo e Déficit de  Atençao:do diagnostico ao tratamento através da MTC (Medicina Tradicional Chinesa) (2019)

“Genômica Nutricional Aplicada à Saúde Materna e Infantil” 

Bioquímica da Periodização Nutricional” 

A Nutrição Funcional na prevenção do envelhecimento Ovariano e Infertilidade 

Medicina tradicional Chinesa para o moderno profissional de saúde. — Atuaçao Interprofissional no Atendimento ao Idoso – Fonoaudiologia & Nutriçao.- Atualizaçoes em Fitoterapia e Temperos e Especiarias- — Abrindo a mente – O uso de Fitonutrientes para a melhoria da qualidade de vida. — Prescriçao de Nutraceuticos e Fitoterápicos na Doença Aterosclerótica- — Mindfulness e Mindful Eating na prática clínica –  — Caracterizaçao científica da Dieta Paleolítica 

Como potencializar a fertilidade e programar o metabolismo para uma gestação saudável.

Fitoterapia e Nutracêuticos em Estética —– Estresse Metabolismo e controle  —– Da natureza à mesa: cultivo e consumo de plantas alimentícias não convencionais- —- Diáteses de Menetrier: Biotiptologia e Oligoterapia—– Plano alimentar em foco—Dietas Low Carb e High Fat Jejum intermitente —- Nutriçao Vegetariana —-Suplementação Nutricional e Performance Esportiva —-– Efeitos Fisiológicos do Exercício Resistido para sobrepeso eobesidade- —– Fitoterápicos e Obesidade —–Desintoxicacao e Fitoterapia.—– Termogênicos —Resistencia  à Insulina —– Dietoterapia Vegetariana —– Fitoterapia para Nutricionistas.—–   Nutrigenética e Câncer —– Cuidados nutricionais e metabólicos pré e pró cirurgia bariátrica; —– Nutrição e Suplementação especializada no esporte: da teoria à prática;—–  Nutrigenômica e Nutrigenética: implicações práticas na nutrição clínica; —–Nutrição e Saúde nos ciclos de vida da mulher: suplementação de nutrientes e fitoterápicos; —–Funcionais, fitoterápicos e suplementos. —–Workshop de Fitomedicina e Fitoterapia aplicados à nutrição; —– Nutrição esportiva funcional; —– Capacitação em dietoterapia vegetariana —–  Fisiologia da obesidade, da síndrome metabólica e da redução do peso corporal; —- Nutrição na terceira idade: do diagnóstico ao tratamento; entre outros. —– Atendimento a gestantes, lactentes, crianças, adolescentes, adultos e idosos e em pré e pró-gastroplastia. Fitoterapia aplicada a nutrição. Terapia Floral-, auriculoterapia. 

ABACATE E CAROÇO: ANTIOXIDANTE EMBELEZADOR, EMAGRECEDOR.

Segundo Balbach (1963), é originário do México e aclimatado no Brasil. Pertence a família das Lauráceas, onde se incluem também a canela, louro, o sassafrás, etc. Na Argentina e Chile é chamado de palpa. No México ahuaca ou ahuacaco. Nos Estados Unidos avocado, Na Inglaterra butter-perar. Na França persée ou avocat. Riquíssimo em muitos nutrientes:  proteínas, fibras, Vitamina A,E, complexo B, C. e os minerais: fósforo, ferro  cálcio e potássio. O que realmente caracteriza o abacate é o seu rico conteúdo em gordura, 8,8g% no abacate roxo, 15,8g% no abacate Guatemala, de 16 a 18,5g% no abacate comum. Aproximadamente 89% do calor energético do abacate provém desta gordura assim distribuída: 3,7g de gordura saturada, 8,3g de gordura mono-insaturada e 6,5g de gordura poliinsaturada e quantidades ínfimas de colesterol (14mg%).  (RG NUTRI, 2008-2010)

O seu conteúdo em gordura monoinsaturada (principalmente ácido oleico, como o azeite) e vitamina E, torna-o num alimento com poderosa acção antioxidante. Esta propriedade protege contra o cancro e doenças cardiovasculares.

A vitamina E além de embelezar a pele do corpo todo, tem capacidade de proteger o colesterol das LDL (mau colesterol), impedindo a sua oxidação pelos radicais livres de oxigênio. Desta forma reduz os riscos de problemas cardiovasculares. Esta vitamina desempenha ainda um papel importante na contagem e mobilidade dos espermatozóides. O aumento da ingestão de alimentos ricos em vitamina E pode melhorar a fertilidade nos homens. Por isto é chamado de afrodisíaco .

Estudos recentes revelaram que dietas ricas em vitamina E podem oferecer proteção conta a doença de Parkinson, apesar de serem necessárias investigações mais conclusivas.

O abacate é também rico em potássio, (alimento imperdível para os atletas e idosos) . Contém glutationa que aumenta energia e massa muscular, também chamada de GSH é uma das substâncias mais pesquisadas do mundo da nutri genética, devido a sua importância na proteção celular ao “rejuvenescer” as células. E o potássio é mineral importante na regulação da pressão arterial. A carência de potássio pode levar a depressão, confusão mental e problemas musculares.

É igualmente uma boa fonte de vitamina B6, antidepressivo e importante para aliviar as mudanças bruscas de temperamento das mulheres com problemas de tensão pré-menstrual e menopausa. 

A polpa e a gordura do abacate são também utilizadas  em cuidados de beleza, no tratamento da pele. Alguns dos seus componentes químicos estimulam a produção de colágeno, que ajuda a suavizar as rugas, conferindo à pele um aspecto fresco e saudável (CENTRO VEGETARIANO, 2001)

UTILIDADES MEDICINAIS:

Para combater os eczemas do couro cabeludo e a queda de cabelos. Decocção: ferva 50 g do caroço do abacate bem picado em um litro de água durante 15 minutos. Aplicar em fricções no couro cabeludo e enxaguar com água limpa.

Reumatismo e contusões: Ralar três caroços de abacate e colocar num litro de álcool de cereais e deixar curtindo durante uma semana. Depois esfregar o líquido sobre o local dolorido. Cuidado! Pode manchar a roupa.

Receita para eliminar esporão de calcanhar 1 caroço de abacate- Meio litro de álcool (na forma líquida) 4 pedrinhas de cânfora Pique o caroço de abacate. Bata-o muito bem, no liquidificador, com meio litro de álcool. Coloque essa solução numa garrafa e acrescente 4 pedrinhas de cânfora (vendem-se em farmácias). Feche bem a garrafa e deixe essa misturar apurar por 5 dias. À noite, antes de dormir, passe o álcool de abacate no esporão. Deixe bem úmido. Calce uma meia para dormir. Repita esse processo nas noites seguintes até alcançar a cura. Geralmente, isso ocorre em menos de uma semana.

Mastigam-se  folhas frescas para curar afecções da boca, ,estomatites, supurações, e para fortificar gengivas e dentes age também nas aftas e amigdalites.

As folhas e brotos, em chás, agem como diuréticos, combatem gases do estomago e intestinos, auxilia na menstruação escassa, age na bronquite, catarros, cansaço, debilidade do estomago, diarréia, doenças do rim, rouquidão, tosse.

O caroço tostado e moído bem fino, dissolver 2 colherinhas em água morna, combate diarréia. Melhor efeito com chá de folhas de goiabeira.  Uma colher de sopa de caroço moído e torrado consumido com alimentos, ajuda a combater cálculos renais.  O caroço de  um abacate é rico em fibras que ajudam no intestino. No caroço está concentrada a maior parte dos antioxidantes que combatem radicais livres. 

A semente ou caroço do abacate é um poderoso antimicrobiano, antifúngico, um antibiótico natural. Ela tem o poder de impedir a o surgimento da cândida e de diversas classes de fungos, além de proteger dos efeitos da picada do mosquito que transmite a febre amarela.

Tem  grande benefício na  prevenção  de doenças cardíacas, redução do colesterol e o combate a várias outras doenças degenerativas. Há nestas sementes uma quantidade significativa de flavonoides, uma classe muito especial de antioxidantes que, entre outras coisas, ajuda a combater o cancro. Reduz inflamação, prevenindo a formação de úlceras gástricas e doenças bacterianas e virais, ajuda a aumentar as defesas do corpo, fortalece o sistema imunológico, e é favorável nas doenças que atingem as articulações, como a artrite.

 O consumo frequente do caroço do abacate previne gripes e constipações; é ótimo alimento para diminuir a necessidade de comer fora de hora, e consequentemente, pode auxiliar a perda de peso.  Mantem   baixo o nível de açúcar no sangue.

– O chá do caroço do abacate, pode ser efetivo para ajudar a eliminar o excesso de gordura corporal, pois contém propriedades termogênicas.

Populações indígenas costumam usar esta semente para curar desde diarreias, dores musculares, transtornos nos rins e fígado até, inclusive, catarata, furúnculos, epilepsia e problemas na tireoide, dentre outras doenças.

COMO PREPARAR PARA USO O CAROÇO DO ABACATE

Farinha ou pó do caroço do abacate Com uma faca, corte ao meio e ao longo do abacate, em seguida retire o caroço, rale, (pode cortar em pedaços pequenos e bater no liquificador) desidrate no sol e armazene em potes de vidro com tampa de boa vedação, e mantenha na porta da geladeira… consuma aos poucos durante o dia, na comida, na fruta em chás etc.

Receita de preparo do extrato de caroço de abacate Acrescente 4 colheres (sopa) do caroço de abacate ralado seco ou o pó a meio litro de vinho branco seco (de boa qualidade). Deixe macerar em local escuro por 7 dias. Tome dois cálices (50 ml) diariamente, de manhã e à noite. (Otimo para candidíase). Em um estudo publicado na revista  Pharmaceutical Biology, os pesquisadores da Universidade de Antioquia, em Medellín, Colômbia, mostraram que o extrato do caroço de abacate  levou células de leucemia a se autodestruirem.

Preparo do chá: rale ou corte a semente seca de um abacate e acrescente sobre 4 xícaras de água quase em ebulição. Desligue o fogo, tampe com um pires e deixe em infusão por mínimo 10 minutos. Tome 3 vezes/dia, morno ou na temperatura ambiente. Para tratar problemas reumáticos e artrose a indicação é de que se rale o caroço de abacate seco (7 dias de secagem, até soltar a casca) e se toste na frigideira antes de preparar o chá.

NÃO CONSUMA O CAROÇO CRU

 Algumas receitas indicam o consumo do caroço de abacate cru, o que  não é recomendável pois, contêm toxinas(compostos químicos prejudiciais). Necessário que seja cozido, seco, tostado, ou desidratado ao sol. A semente de abacate em excesso poderá resultar em náuseas, vômitos e incômodos gastrointestinais. Ao ingerir qualquer produto com semente de abacate e sentir qualquer reação adversa descontinuar o uso. 

casca, esmiuçada com mel e limão, em jejum  é vermífuga. 

O chá do cozimento do caroço é utilizada para caspas, e eczemas do couro cabeludo uso local com algodão.

Cataplasmas de caroço tostado e moído, favorece a cura das inflamações dos dedos 

HIDRATAÇAO COM ABACATE

Seus nutrientes permitem uma hidratação fantástica de pele e cabelo: separe meio abacate, meia gema, uma colherinha de mel, misture a um creme hidratante para cabelos (para atenuar o cheiro do ovo) massageie os cabelos, coloque toca térmica por 10 minutos ou envolva numa toca de papel alumínio e deixe por 40 minutos, depois lave enxágüe abundantemente. (Fazer ao menos uma vez cada 3 meses)

Aproveite o abacate e a clara do ovo e meia colherinha de mel faça um creme e coloque no rosto. Cuide para não movimentar os músculos ate secar. A pele fica brilhante e  sedosa. 

 DICAS SOBRE O MANUSEIO DO ABACATE
1. Quando cortar o abacate e usar apenas uma de suas partes, coloque um pouco de farinha de rosca  na superfície da outra parte para ela não escurecer.  
Para o abacate cortado não escurecer, passe uma camada fina de manteiga na superfície da parte cortada. Ou guardar com a semente e a parte da casca que já utilizou a fruta, no papel alumínio 2. O creme de abacate não escurece se você colocar dentro da vasilha o próprio caroço do abacate, ou uma colher de aço inoxidável, e guardar na geladeira. 

SANDUÍCHE DOS ANDES

2 fatias de pão integral ou centeio ou 1 pão sírio integral.Meio abacate amassado com gotas de azeite de oliva e sal, orégano, salsinha desidratada (ervas finas se gostar).Ricota fresca o quanto baste. Folhas de alface. Rodelas de tomate, Cenoura ou ralada e ou pepino. Iogurte natural desnatado para substituir a maionese. (Passar o abacate nas duas fatias de pão. Colocar os outros ingredientes e por último o iogurte. (Eu, 2010)

Dica preciosa: bater abacate com rúcula fica um creme delicioso pode guardar em vidro na geladeira (pode acrescentar, alho azeite de oliva pimenta o que preferir)

 Rico em Coenzima Q10: o abacate combate gordura abdominal) provoca saciedade, garante equilibrio metabólico: para vontade do chocolate após almoço: amassar abacate com cacau e banana.

Colaboração:

BALBACH, Alfonso. As frutas na medicina natural. SP. Editora Missionária.1993.

TRUCON, Conceição Caroço do abacate e seus benefícios https://www.docelimao.com.br/site/desintoxicante/simplesmente-saude/2373-caroco-do-abacate-e-seus-beneficios.html

Copyright Centro Vegetariano. Reprodução permitida desde que indicando o endereço: http://www.centrovegetariano.org/index.php?article_id=100

Revista RG NUTRI – identidade em Nutrição. 2008-2010 http://www.rgnutri.com.br/alimentos/propriedades/abacate.php

https://www.greenme.com.br/usos-beneficios/5759-cha-de-caroco-de-abacate

https://drvictorsorrentino.com.br/o-abacate-e-seus-beneficios/https://www.todafruta.com.br/o-caroco-do-abacate-tem-um-segredo-muito-especial-e-agora-voce-vai-saber-qual-e/

Eroni Lupatini: CRN 4298.graduada pela Faculdade Assis Gurgacz. –ESPECIALISTA EM NUTRIÇAO FUNCIONAL E FITOTERAPIA- FACULDADE INSPIRAR-Especialista em Docência do Ensino Superior – UNIPAN. – 

EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA EM: Medicina tradicional Chinesa para o moderno profissional de saúde. — Atuaçao Interprofissional no Atendimento ao Idoso – Fonoaudiologia & Nutriçao.- Atualizaçoes em Fitoterapia e Temperos e Especiarias- — Abrindo a mente – O uso de Fitonutrientes para a melhoria da qualidade de vida. — Prescriçao de Nutraceuticos e Fitoterápicos na Doença Aterosclerótica- — Mindfulness e Mindful Eating na prática clínica –  — Caracterizaçao científica da Dieta Paleolítica Como potencializar a fertilidade e programar o metabolismo para uma gestação saudável. Fitoterapia e Nutracêuticos em Estética —– Estresse Metabolismo e controle  —– Da natureza à mesa: cultivo e consumo de plantas alimentícias não convencionais- —- Diáteses de Menetrier: Biotiptologia e Oligoterapia—– Plano alimentar em foco—Dietas Low Carb e High Fat Jejum intermitente —- Nutriçao Vegetariana —-Suplementação Nutricional e Performance Esportiva —-– Efeitos Fisiológicos do Exercício Resistido para sobrepeso eobesidade- —– Fitoterápicos e Obesidade —–Desintoxicacao e Fitoterapia.—– Termogênicos —Resistencia  à Insulina —– Dietoterapia Vegetariana —– Fitoterapia para Nutricionistas.—–   Nutrigenética e Câncer —– Cuidados nutricionais e metabólicos pré e pró cirurgia bariátrica; —– Nutrição e Suplementação especializada no esporte: da teoria à prática;—–  Nutrigenômica e Nutrigenética: implicações práticas na nutrição clínica; —–Nutrição e Saúde nos ciclos de vida da mulher: suplementação de nutrientes e fitoterápicos; —–Funcionais, fitoterápicos e suplementos. —–Workshop de Fitomedicina e Fitoterapia aplicados à nutrição; —– Nutrição esportiva funcional; —– Capacitação em dietoterapia vegetariana —–  Fisiologia da obesidade, da síndrome metabólica e da redução do peso corporal; —- Nutrição na terceira idade: do diagnóstico ao tratamento; entre outros. —– Atendimento a gestantes, lactentes, crianças, adolescentes, adultos e idosos e em pré e pró-gastroplastia. Fitoterapia aplicada a nutrição. Terapia Floral-, auriculoterapia. 

BROTOS GERMINADOS!!! A ENERGIA VITAL – LHE TRAZENDO SAÚDE-

Para brotar uma semente precisa de elementos que despertem a força vital e o gérmen acorda. Enzimas multiplicam-se e proteínas complexas são transformadas em aminoácidos livres ,que serão usados pelo gérmen da semente para formar a nova planta. O mesmo acontece com os amidos e carboidratos complexos ,que se transformam em açucares simples . No estágio de semente germinada (2 a 3 dias) o gérmen acordou e começou a transformar a reserva nutritiva dormente em alimento vivo, pronto para ser assimilada pela nova planta . O próximo estágio é de um broto(5 a 7 dias), já uma plantinha com raiz, haste e clorofila. Aqui, ela já dispensou a casca ,e já assimilou quase toda reserva nutritiva da semente, exalando vida . Se tiver em solo fértil , crescerá e produzirá milhares de sementes, cada uma com um gérmen e a capacidade de gerar a vida .

Durante milênios, colhemos, torramos, moemos e cozinhamos as sementes para comer .O calor do fogo torna as proteínas ,amidos complexos e sais minerais em alimentos assimiláveis pelo nosso organismo e quando associado as reservas de vitaminas e enzimas são transformamos em alimento vivo; “plasma” vivo (aminoácidos, açucares ,sais minerais orgânicos, etc.) no intestino, podendo assim ser absorvido e carregado pelo sistema linfático e sangüíneo para todas as células do nosso corpo. Mas, os fermentos, as bactérias intestinais, liberam um monte de lixo, ácido úrico e etc , que são produtos metabólicos (as sobras) do processo de digestão. Portanto, esses alimentos nos nutrem e também produzem subprodutos não aproveitáveis, que pesam muito para o corpo eliminar (grande parte pela urina),causando várias doenças e desequilíbrios.

No caso das sementes germinadas, brotos, folhas e frutas, os nutrientes estão vivos, cada aminoácido, cada molécula de amido e mineral está num estado de equilíbrio, ligados à enzimas e vitaminas, prontos para serem assimilados pela planta, ou, pelo organismo, ao ser consumido. Então, haverá menos subprodutos metabólicos para serem eliminados. Estes alimentos nos nutrem mais diretamente com menos desgaste e menor quantidade e finalmente; o que sobra é o bagaço (fibras), simples de serem eliminados.

É possível eliminar 99% das enfermidades comendo alimentos vivos.

Para se tornar parte do nosso corpo, um alimento tem que ser pré digerido nos intestinos pelas bactérias (flora intestinal) em combinação com as enzimas, vitaminas e micro nutrientes presentes no alimento, ou, na falta destes elementos, quando o alimento é cozido; pelas reservas do organismo. Após cumprir o seu papel, a enzima volta para seu estado natural para ser utilizada novamente. Assim, conseguimos extrair nutrientes dos alimentos mais variados, inclusive aqueles aquecidos pelo calor. O problema é que alimentos pesados, concentrados e complexos, além de usarem muitas enzimas e vitaminas para serem assimilados, deixam resíduos metabólicos tóxicos, tal como o ácido úrico.

Estas toxinas, para serem eliminadas do corpo levam consigo muitas enzimas e energia vital causando o desequilíbrio. Com esse desgaste, muitas toxinas começam a ser retidas no fígado, nos rins, nas gorduras, nas linfas, no sangue, em tumores, calcificações, etc.

Para melhor compreensão de como o organismo reage nesta situação, observou-se que logo após uma refeição contendo alimento cozido e concentrado, há um aumento exagerado do número de leucócitos no sangue (leucocitose digestiva) e também um aumento da temperatura corporal; sintoma igual de uma infecção aguda. Este estado patológico não acontece quando comemos alimentos vivos e leves. Assim, uma pessoa que come muita proteína ou amido concentrado pode apresentar sinais de anemia.

Muitas vezes, as carências são causadas por excessos que sugam as reservas minerais, enzimas e vitaminas para serem armazenados, metabolizados, e eliminados. O intestino não peneira os alimentos que serão eliminados, tudo vai para o sangue. Cada célula tem seu metabolismo e produtos metabólicos a serem eliminados; gás carbônico, açúcares oxidados e ácidos diversos. Elas trabalham exaustivamente quando comemos alimentos pesados e concentrados deixando o sistema inteiro sobrecarregado.

Basicamente, as células precisam de combustível (glicose e oxigênio para combustão e oxidação), água e pequenas quantidades de aminoácidos, sais minerais e gorduras para a manutenção e renovação da estrutura celular. A fonte principal de energia são açúcares simples, porém; na falta destes, carboidratos, óleos e proteínas são utilizados, depois de sofrerem uma transformação molecular via enzimas. Estes nutrientes provém das reservas do fígado, do sistema linfático, tecidos gordurosos e músculos.

Digestão e eliminação são processos parecidos , funcionam através do sistema sanguíneo-linfático com ajuda de enzimas e micronutrientes através do processo de osmose . Neste mecanismo, elementos solúveis passam de uma área de maior concentração para outra de menor concentração através da membrana celular. Os sistemas linfático e capilar trazem nutrientes e levam por osmose o lixo com ajuda das enzimas. Se o alimento já vem com lixo fica mais difícil para a célula eliminar seu próprio lixo. Diminuindo o metabolismo do corpo , comendo alimentos mais leves e puros, a eliminação torna-se mais eficiente porque há pouca quantidade de toxinas e resíduos para eliminar. Mas, alimentos pesados e concentrados causam degeneração e velhice pelo desgaste e entupimento celular.

Na falta de reservas enzimáticas, o metabolismo celular fica mais lento e vai saturando o líquido intercelular e intersticial, dificultando a osmose. Esse processo tem seu ápice quando nos alimentamos de carne de animais. Com a morte do animal , ocorre a suspensão da atividade metabólica , asfixia celular e a saturação tóxica. A morte celular acontece porque o sangue parou de circular e eliminar os produtos metabólicos oxidados das células. Estas substâncias tóxicas são ácidas e neutralizam a alcalinidade da célula que perde seu potencial elétrico-biológico e morre. A célula não chega a metabolizar todas as suas reservas, então as toxinas ficam retidas na carne. Apenas, uma pequena quantidade de toxinas é eliminada no sangramento da carcaça. Estes produtos metabólicos dão ao nosso organismo mais do que o dobro de trabalho para serem eliminados. Além de ter que expelir os próprios produtos metabólicos, temos que expelir os produtos tóxicos das células mortas. Assim, a higiene biológica fica comprometida, nos deixando propensos à contração de micróbios, vírus, parasitas e doenças crônicas a longo prazo; que são especialmente agravados através dos métodos modernos de engorda de frango e gado (confinamento, hormônios, antibióticos…) No tecido vegetal, o metabolismo é muito diferente do reino animal. Por não movimentar-se, a planta consome muito menos nutrientes , usando energia somente para crescer. Então, quase não produzem produtos metabólicos tóxicos. Vivem de água, micronutrientes do solo, gás carbônico, oxigênio e nitrogênio do ar. A nutrição e circulação ocorre na seiva por ação capilar passiva. Quando a seiva é cortada; arrancando o pé, tirando folhas ou frutos; o tecido vai vivendo de suas reservas. Morre lentamente por falta de nutrientes, e não por saturação tóxica como o animal.

Compreendendo melhor os metabolismos animal e vegetal, ficamos mais lúcidos na escolha dos alimentos.

Purificando corpo e mente, nos tornamos mais conscientes para aprender a verdade que nos conduz para uma vida de harmonia e fraternidade para com todos os seres.

RECEITAS:

Alfafa: Produz em clima frio. Rei dos brotos. É um feijão miúdo com alto teor de proteína. Está pronto para consumo em 5 à 8 dias. Rende muito. Pode ser usado com salada, em sanduíches ou patê com abacate.

Moyashi (feijão Mungo): Ótima fonte de proteína. Rende muito. É o broto mais tradicional do oriente.

Ervilha, Grão de Bico, Lentilha, Trigo: Ficam prontos para consumo em 2 à 3 dias. São ricos em proteínas, óleos e amido. Muito bom em saladas (É recomendável dar uma leve escaldada antes). Com o trigo germinado se faz chapati: Germine o trigo, moa, faça os chapatis (uma massa em forma de pão árabe) e seque ao sol ou em secador solar ou no forno.

Leite de Gergelim: Proteína forte e fonte de cálcio. Deixe o gergelim (com casca) de molho por 6 horas, moa ou bata no Liquidificador com um água e torcer (espremer) num pano de algodão. Repetir o processo até tirar todo o leite. Pode adicionar um pouco de caldo de cana. Se não for coada, da massa obtêm-se um patê (tahine), que pode ser temperado com ervas (para saladas) ou mel ( passar no pão).

Capim de Trigo: Espalhe o trigo germinado num tabuleiro com terra úmida, cobrindo toda a terra. Cubra para manter a umidade. Após 3 à 4 dias descubra, molhe e deixe na luz. Estará pronto num total de 10 à 12 dias. Riquíssimo em clorofila e nutrientes. Mastigue cuspindo o bagaço ou faça suco verde com um pouco de mel (ou melado) e limão. Use o mesmo processo para broto de girassol, centeio, etc.Para consumir apenas germinado: coloque qualquer semente mergulhada em água por 8 horas. Deixe escorrer por mais 8 horas e consuma com outras folhas c

OS BROTOS CONTÊM PROTEÍNAS E “PLASMA” VIVO ENZIMATICO (VITAMINAS E ENZIMAS)!

*Como germinar grãos

1 – Colocar de uma a três colheres de sopa de grãos em um vidro e cobrir com água limpa.

2 – Deixar de molho por uma noite (8 horas).

3 – Cobrir o vidro com filó e prender com elástico. Despejar a água e enxaguar bem sob a torneira.

4 – Colocar o vidro inclinado em um escorredor em um lugar sombreado e fresco.

5 – Enxaguar pela manhã e à noite. Nos dias quentes, é preciso lavar mais vezes. Os grãos iniciam sua germinação em períodos variáveis. Em geral, estão com sua potência máxima logo que sinalizam, o processo do nascimento, quando ficam prontos para serem consumidos.

Sugestões de sementes:

Todas as sementes comestíveis, tanto pelo homem como pelos pássaros: girassol, painço, niger, colza, aveia, trigo, linhaça, arroz, soja, centeio, gergelim, grão-de-bico, amendoim, lentilha, nozes, castanha-do-pará, amêndoas, ervilha, feno-grego etc.

As sementes não podem ter agrotóxicos e devem ser de boa qualidade. Alfafa, feijão e milho são cereais facilmente manuseáveis para brotar. A semente de girassol pode ser comprada em qualquer supermercado, na seção de alimentos para aves (pois os mesmos não devem conter agrotóxicos, devido aos danos que causariam às aves). Leis Federais! O milho deve ser aquele que se compra para dar às galinhas! Cuidado e atenção!
Modo de preparar os brotos para crescerem
Lavam-se as sementes com água corrente. Deixa-se de molho na água, por mais ou menos seis horas, para elas incharem. Retira-se toda a água. Colocam-se as sementes espalhadas sobre um escorredor de arroz. Põe-se um prato debaixo do escorredor, coberto por um papel toalha, para receber o excesso de água. Molha-se, borrifando pouca água sobre as sementes, três vezes ao dia. Água em excesso faz criar fungos e estraga os brotos. Coloca-se em local arejado, porém escuro. Pode ser dentro do guarda-louça ou do armarinho, debaixo da pia da cozinha ou outro ambiente adequado (debaixo da cama, quando não houver espaço). Porém, sempre escuro, senão os brotos não crescem rapidamente. Após alguns dias (três a quatro), as sementes estarão brotando. Continue molhando, conforme explicado. Quando estiver com duas folhinhas, coloque os brotos ao sol, durante meia hora por dia. A partir daí, os brotos já poderão ser consumidos. Pode-se consumi-los paulatinamente, ou seja, um pouco por dia. Porém continue borrifando pouca água (com o borrifador de molhar as plantas). Eles estarão sempre com Energia Vital.

Uso:
Pode-se usá-los em salada crua, misturada com folhas e raízes. Pode-se misturar com comida cozida. Ou usá-los batidos no liquidificador com frutas e ou cereais.Atenção: Não se deve cozinhar os brotos, nem mesmo refogá-los, pois perdem todas as vitaminas e a Energia Vital, que são o seu valor nutricional. Obs:Caso você more em uma cidade onde haja Super Mercado desse grandes,você encontrará os brotos já prontos.

O que fazer?
Retire os brotos de dentro da caixinha de plástico ,coma a quantidade desejada. O restante coloque dentro de uma vazilha bem espalhados.Pode ser uma forma de pirex ou outra qualquer.
O importante são duas coisas:ponha duas folhas de papel toalha no fundo da vasilha e coloque-a dentro de um local escuro e protegido de insetos.
Continue borrifando água pelo duas vezes ao dia.Não muita. O suficiente para umedecer.
Então você terá brotos mais dias e maiores.
Não siga a orientação do produtor de guardar na geladeira pois eles morrerão e começará aparecer um mal cheiro. E então eles não servirão mais e deve-se jogar fora.

ColaboraçãoRubens Porto – SAÚDE E ALIMENTAÇÃO

http://peshp.vilabol.uol.com.br/broto.html

Receita: Ana Branco, designer e professora da PUC-RJ

Dr. Augusto Vinholis Médico Cientista

http://www.drvinholis.com.br/site/?pagina=459