PALAVRAS DITAS AO VENTO….

Na incerteza do onde ir

E no desencanto de onde está

O ser as x divaga

Do porque

Do porque divagar 

Do porque chorar

Do porque ser

Do porque ter que ser?

Do porque não poder parar

Do porque não poder voltar.

E lágrimas descem

Talvez buscando o sentido

O sentido de ser

O sentido de ter que ser 

Mas porque simplesmente não ser?

Palavras ditas ao vento

Que por hora precisam ser ditas

Mesmo que amanha isso nada signifique 
Mas por enquanto justifique 

O ser estar em pesar 

O pesar de uma alma 

Que embora a passos trôpegos

Está aqui ainda a caminhar

Mas que no real não era o caminhar que queria

Mas sim estar a voar

Ou  simplesmente não existir

Mas….

O sol está a iluminar

E o dia segue até findar….

E ao findar do dia 

Quem sabe a alegria

Volte a iluminar

O céu da alma do ser 

Que mesmo sem querer ser 

Aqui está a divagar 

Eroni Lupatini em 23 de maio 2022