POSITIVOU DENGUE? MEDIDAS DE AUXÍLIO

A dengue é uma doença transmitida por picadas de insetos. Seu principal transmissor é o mosquito Aedes aegypti.
Os sintomas geralmente começam a surgir depois de 3 a 14 dias após a infecção. Dentre eles, os principais são:
• febre alta,
• dores musculares e articulares,
• vômito,
• dor nos olhos,
• falta de apetite,
• dor de cabeça e
• manchas vermelhas pelo corpo (erupção cutânea característica).
A recomendação é ingerir, em média, no mínimo 30 ml por quilo de peso de agua o ideal no inicio do acometimento é de 60 a 80 ml de líquido por quilo de peso dia.. A administração deve ser fracionada em pequenos volumes de forma a evitar náuseas e vômitos. Podem ser utilizados também sucos, água de coco, soluções isotônicas (Gatorade, Pedialyte, Sportdrink, Sport Fluide, Sport Ade), além do soro de hidratação oral.
CONSUMIR ALIMENTOS RICOS EM VITAMINA B1 PODE SER UMA FORMA DE EVITAR SER PICADO POR MOSQUITOS, COMO O MOSQUITO DA DENGUE, do zika vírus ou da febre de chikungunya, por exemplo, pois esta vitamina devido à presença de enxofre forma compostos sulfúricos que liberam cheiro desagradável através do suor, sendo um excelente repelente natural. 

A dieta deve ser leve e de fácil digestão e absorção, uma vez que os pacientes apresentam mudança em sua flora intestinal, com o crescimento de organismos patogênicos, devido ao estado febril; 

– Uma boa alimentação à base de frutas e hortaliças variadas e carnes magras é imprescindível para aumentar a resistência imunológica e manter o organismo nutrido;

– O consumo de alimentos ricos em ferro (feijão preto, brócolis, carne vermelha magra, por exemplo), além de frutas e sucos ricos em vitamina C (acerola, laranja, manga, etc) são importantes para aumentar a absorção de ferro pelo organismo, e aumentar o consumo das plaquetas que normalmente ficam muito baixas .

– Hidratação é fundamental: além do soro aplicado ambulatorialmente, é preciso beber muita água para hidratar o corpo e fazer repouso. Recomendam-se também a ingestão regular de soro caseiro, sucos de frutas, chás em geral e água de coco;

SUGESTAO NESTA FASE: CONSUMIR  COMPLEXO B 1 X AO DIA 

Os alimentos fontes são: flocos de aveia, sementes de girassol ou levedura de cerveja, feijão preto, folhosos escuros, gema de ovo, carnes vermelhas. Tenha em mente que um organismo bem nutrido vai reagir melhor à doença.

Se estiver sem fome: consuma mingaus (fubá, aveia, quinoa) cremes de legumes, caldos caseiros) pois se ficar sem comer atrasa o restabelecimento. Alimente-se de 2 em 2 horas ate se fortalecer.

A planta SILIMARINA assim como todas as plantas que recuperam os hepatócitos são ótimas para combater a dengue (alcachofra, picao, preto, dente de leao)
Alguns estudos colocam a SILIMARINA e sua atividade antiviral contra Dengue, Gripe, Chukungunya, HIV, hepatite dentre outros. (pode ser feita a tintura ou capsulas)
A manipulação de 200 mg e consumir 3 x ao dia ou fazer o chá de algumas das plantas acima, tem ótimo resultado. Se surgirem manchas no corpo e coceira, associar a silimarina com castanha da índia 300 mg e consumir 3 x ao dia. Ou a tintura na mesma proporção associar dente de leão.
Friccionar sobre a pele um remédio preparado com citronela diluída em álcool pode ajudar a aliviar as dores musculares e articulares que são características dessas doenças
Além destas plantas, podem utilizar uma base de sementes de abóbora, melancia e melão esmagadas e cozidas em meio litro de água: a conhecida “horchata”. Temperar com açafrão e consumir durante o dia, baixa a febre fazendo o papel de um paracetamol natural sem contraindicações conhecidas.
Pode misturar as folhas de citronela com água quente e usar na limpeza a casa para utilizar seu cheiro e suas propriedades bactericidas;
O mesmo pode ser feito com o campim limao ou folhas de mamão papaia .
Os chás de camomila, hortelã e também o chá de erva-de-são-joão são bons exemplos de remédios caseiros que podem ser usados para aliviar os sintomas da dengue porque possuem propriedades que aliviam a dor muscular, a febre e a dor de cabeça.
Assim, estes chás são uma excelente forma de complementar o tratamento da dengue, ajudando a recuperar mais rápido e com menos desconforto.
Camomila
Aliviar as náuseas e combater os vômitos
3 col. chá folhas secas + 150 ml de água fervente por 5 a 10 minutos
3 a 4 xícaras
Hortelã-pimenta
Combater náuseas, vômitos, dor de cabeça e dor muscular
2-3 col. chá + 150 ml de água fervente por 5 a 10 minutos
3 xícaras
Matricária
Diminuir a dor de cabeça
50-120 mg de extrato em cápsulas- ou óleo essencial de menta ou hortelã nas têmporas .
Petasite (chapéu de aba larga)
Aliviar a dor de cabeça
100 g de raiz + 1 L de água fervente
Molhar compressas e colocar na testa
Erva-de-são-joão
Combater dor muscular
3 col. chá de erva + 150 ml de água fervente
1 xícara de manhã e outra à noite
Raiz forte
Aliviar dor muscular
Aplicar a pomada ou gel na região dolorida
A pomada ou gel de raiz forte e o extrato pulverizado de matricária podem ser encontrados em farmácias e lojas de produtos naturais, e também pela internet.
Outra dica é adicionar de 5 gotas de própolis nos chás antes de beber, pois ele ajuda a combater infecções e tratar a dor e a inflamação, mas é importante evitar o seu uso em caso de alergia. Para saber se tem alergia ao própolis, deve-se pingar uma gota desse composto no braço, espalhar na pele e esperar pela reação. Se aparecerem pintas vermelhas, coceira ou vermelhidão, é indicação de alergia e recomenda-se, nesses casos, não utilizar o própolis.
Chás que não pode tomar na Dengue
As plantas que contém ácido salicílico ou substâncias semelhantes são contraindicadas em casos de dengue, pois podem causar enfraquecimento dos vasos e facilitar o desenvolvimento de dengue hemorrágica. Dentre estas plantas estão o salgueiro-branco, chorão, sinceiro, vime, vimeiro, salso.
Além disso, o gengibre, o alho e a cebola também são contraindicados para essa doença, porque eles dificultam a coagulação, favorecendo sangramentos e hemorragias.
Plantas que afastam o mosquito: As plantas que afastam o mosquito da dengue são aquelas que têm cheiro forte, como hortelã, alecrim, manjericão, alfazema, hortelã, tomilho, sálvia e capim-limão. Essas plantas podem ser cultivadas em casa para que o cheiro ajude a proteger o ambiente contra o Aedes Aegypti, devendo-se ter cuidado para evitar que o vaso acumule água.
Alimentos indicados na dengue

são especialmente os alimentos ricos em proteína e ferro, que são nutrientes importantes para evitar anemia e aumentar a formação de plaquetas, já que estas células se encontram diminuídas em pessoas com dengue, sendo importantes para prevenir a ocorrência de hemorragias. (Carnes vermelhas com baixo teor de gordura, carnes brancas como frango e peru, peixe, laticínios derivados, bem como outros alimentos, como ovos, feijão, grão de bico, lentilha, beterraba e cacau em pó.
Estudos indicam que a suplementação de vitamina D pode ajudar o sistema imunológico a combater a doença, devido ao seu efeito imunomodulador, assim como a suplementação de vitamina E, devido ao seu poder antioxidante, que protege as células e melhora o sistema imunológico, no entanto, são necessários mais estudos para comprovar a sua eficácia. E o complexo B muito importante nesta fase, e sempre na vida. Importante a exposição ao sol pelo menos 2 x na semana das 11 as 13 da manha sem filtro solar (evitar o rosto) expor pé e maos. Isto alivia dores, e contribui para absorção da vitamina D.

Alimentos que se devem evitar o consumo diário

São aqueles que contêm salicilatos, que é uma substância produzida por algumas plantas, para se defenderem contra alguns microrganismos. Como esses compostos agem de uma forma semelhante à aspirina, o consumo excessivo pode fluidificar o sangue e retardar a coagulação, favorecendo o aparecimento de hemorragias. NAO ESTAO PROIBIDOS controlar seu consumo, no inicio da doença.
Sao eles:
Frutas: amora, ameixa fresca, amêndoa, cereja, groselha, cereja, uvas, tamarindo,, morango
Legumes: espargos, aipo, cebola, berinjela, ervilhas,
Frutas secas: passas, ameixas secas, tâmaras ou arando seco;
•nozes: amêndoas, nozes, pistacho, castanha do Pará, amendoim com casca;
• Condimentos e molhos: hortelã, cominho, pasta de tomate, mostarda, cravo, paprica, canela, gengibre, noz-moscada, pimenta em pó ou pimenta vermelha,
• Bebidas: vinho tinto, vinho branco, cerveja, chá, café, sucos de fruta naturais (porque os salicilatos ficam mais concentrados); preferir a fruta.
• Outros alimentos: cereais com coco, milho, e óleo de coco, mel e azeitonas. cebola alho e gengibre pode ser utilizado em pequenas quantidades.
Além de evitar estes alimentos, também se deve evitar alguns medicamentos que são contra-indicados nos casos de dengue, como ácido acetilsalicílico (aspirina), por exemplo.

Sentindo fraqueza e falta de energia, pode estar consumindo um suplemento sem sabor na agua (coloca 3 colheres de sopa na garrafa da agua da manha e da tarde e consome aos goles durante o dia) (nutridrink, sustagem, nutren sênior)

“Que seu medicamento seja seu alimento, e que seu alimento seja seu medicamento”
(Hipócrates 490AC)

FORMAÇÃO ACADÊMICAgraduação em NUTRIÇÃO pela Faculdade Assis Gurgacz.  (2006)

ESPECIALISTA: em DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR – UNIPAN – (2009)ESPECIALISTA   EM – NUTRIÇAO FUNCIONAL E FITOTERAPIA- FACULDADE INSPIRAR (2016) PÓS GRADUANDA EM: NUTRIÇAO VEGETARIANA – SOCIEDADE VETARIANA BRASILEIRAEXTENSÃO UNIVERSITÁRIA EM:“A ESSENCIA DO AYURVEDA- VIDA VEDA  EAD  (2021)FITOTERAPIA ENERGÉTICA CHINESA  (2019)Depressão, Autismo e Déficit de  Atençao:do diagnostico ao tratamento através da MTC (Medicina Tradicional Chinesa) (2019)“Genômica Nutricional Aplicada à Saúde Materna e Infantil” Bioquímica da Periodização Nutricional” A Nutrição Funcional na prevenção do envelhecimento Ovariano e Infertilidade. Medicina tradicional Chinesa para o moderno profissional de saúde. — Atuaçao Interprofissional no Atendimento ao Idoso – Fonoaudiologia & Nutriçao.- Atualizaçoes em Fitoterapia e Temperos e Especiarias- — Abrindo a mente – O uso de Fitonutrientes para a melhoria da qualidade de vida. — Prescriçao de Nutraceuticos e Fitoterápicos na Doença Aterosclerótica- — Mindfulness e Mindful Eating na prática clínica –  — Caracterizaçao científica da Dieta Paleolítica.Como potencializar a fertilidade e programar o metabolismo para uma gestação saudável.Fitoterapia e Nutracêuticos em Estética —– Estresse Metabolismo e controle  —– Da natureza à mesa: cultivo e consumo de plantas alimentícias não convencionais- —- Diáteses de Menetrier: Biotiptologia e Oligoterapia—– Plano alimentar em foco—Dietas Low Carb e High Fat Jejum intermitente —- Nutriçao Vegetariana —-Suplementação Nutricional e Performance Esportiva —-– Efeitos Fisiológicos do Exercício Resistido para sobrepeso e obesidade- —– Fitoterápicos e Obesidade —– Desintoxicacao e Fitoterapia. —– Termogênicos —Resistencia  à Insulina —–Dietoterapia Vegetariana —– Fitoterapia para Nutricionistas. —–   Nutrigenética e Câncer —– Cuidados nutricionais e metabólicos pré e pró cirurgia bariátrica; —– Nutrição e Suplementação especializada no esporte: da teoria à prática; —–  Nutrigenômica e Nutrigenética: implicações práticas na nutrição clínica; —– Nutrição e Saúde nos ciclos de vida da mulher: suplementação de nutrientes e fitoterápicos; —– Funcionais, fitoterápicos e suplementos. —– Workshop de Fitomedicina e Fitoterapia aplicados à nutrição; —– Nutrição esportiva funcional; —– Capacitação em dietoterapia vegetariana —–  Fisiologia da obesidade, da síndrome metabólica e da redução do peso corporal; —- Nutrição na terceira idade: do diagnóstico ao tratamento; entre outros. —– Atendimento a gestantes, lactentes, crianças, adolescentes, adultos e idosos e em pré e pró-gastroplastia. Fitoterapia aplicada a nutrição. Terapia Floral-, auriculoterapia. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *