PostHeaderIcon SOBRE O GENGIBRE

Por mais de 5000 anos o gengibre tem sido celebrado tanto por seus valores medicinais bem como tempero na culinária. Os gregos costumavam comer gengibre dentro de um pedaço de pão após as refeições para auxiliar na digestão. O gengibre sempre foi muito aclamado por seus efeitos positivos no sistema digestivo. Ele contém um anti-inflamatório natural que pode ser utilizado para aliviar a dor. O rizoma (“raiz”) é a parte da planta cultivada e usada. O gengibre pode ser encontrado pelo consumidor em 6 formas: fresco, seco, em pickles, cristalizado, em pó e moído e tem um gosto doce e ligeiramente apimentado.

Escolha seu gengibre com a pele sem rugas pois assim ele não estará fibroso

O gengibre é rico em óleos voláteis, gingerol (substância que dá sabor ao gengibre) e shogaol, que é um produto da quebra do gingerol produzido durante a secagem. O shogaol (contido no gengibre seco) é duas vezes mais pungente que o gingerol (contido no gengibre fresco), por isso eles são usados com propósitos diferentes na medicina chinesa e japonesa.

O gengibre tem propriedades anti-séptica, antiinflamatória, conservante, digestiva e expectorante. Por isso, pode exercer efeitos importantes no combate a fungos e parasitas que habitam nosso trato gastrintestinal.

Use-o no preparo de carnes acrescentando lascas ao molho na hora do preparo. Pode-se

cozinhar o arroz com 1 cm de raiz de gengibre e retirar esta raiz na hora de servir (desta forma o gengibre libera o seu princípio ativo) Ainda se adequa ao preparo de chás.

Está especificamente indicado na prevenção de vômitos e na distenção abdominal.Tem sido indicado na Europa ocidental para controlar náuseas e vômitos e impedir a formação de gases no organismo, como agente antiflatulência.
1 grama de gengibre em pó ao dia é eficaz na prevenção da cinesia (doença do movimento… enjôo em viagens de carro, barco, avião etc.) Também a mesma dosagem é eficaz no enjôo das grávidas.

Ele não age sobre o sistema nervoso central, agindo sobre o sistema gastrointestinal.

O gengibre ativa e aquece o aquecedor médio abre os meridianos e elimina obstrução dos orifícios. Ativa o yang, e reduz o yn, expelindo o frio. Reforça tendões e regula o Qi. Dispersa energias perversas para o exterior, dispersa mucosidade e tem ação antitóxica sobre os venenos dos crustáceos e da carne.

Na culinária pode ser usado em todos os pratos.

No feijão evita a flatulência em algumas pessoas provocada pelas leguminosas
Acelera metabolismo, auxiliando na digestão e absorção dos nutrientes, principalmente se consumido antes das 13 horas (onde auxilia na absorção dos minerais no organismo). Após este horário funciona somente seu efeito picante….
Use- ralado no mais grosso, do ralador juntamente com cenoura, abobrinha chuchu, repolho o que tiver preferência, mergulhe na água quente, depois lave com água fria ou gelada tempere como salada.

Como conserva: 100 gramas de gengibre no ralador mais grosso..

Ferve e descarta a água

Coloca juntamente com abobrinha, chuchu, mamão verde repolho, cenoura etc. numa panela enquanto em outra, ferve uma xícara de vinagre de maçã, com meia de água e meia de açúcar e uma colher chá de sal. Coloca sobre os legumes e deixa apenas levantar fervura.

Deve ser consumido a partir do dia seguinte

Consuma gelado como salada, conserva etc.

Deixe um comentario

Artigos
Meu Twitter: