PostHeaderIcon INTOLERÂNCIA A LACTOSE

O QUE É INTOLERÂNCIA À LACTOSE

O leite é um complemento dietético de grande valor nutritivo, por conter proteínas de boa qualidade, sais minerais, gorduras e um açúcar, a lactose. A lactose é o principal açúcar encontrado no leite. Não é de ocorrência em plantas e é encontrado exclusivamente nas glândulas mamárias de animais em estado de lactação. Quando ingerida através do leite e de seus derivados, a lactose é quebrada em nosso organismo em dois outros açúcares: a glicose e a galactose.
Portanto, para que possamos digerir e absorver a lactose do leite, é necessário que haja essa quebra (que na ciência chamamos de hidrólise). Quem faz isso no nosso corpo é uma enzima chamada lactase.
Entretanto, muitos indivíduos apresentam uma deficiência nessa enzima intestinal, resultando numa habilidade diminuída para digerir a lactose do leite. Assim, a lactose não é quebrada em glicose e galactose e começa a drenar água para os intestinos osmoticamente. As bactérias intestinais fermentam a lactose não digerida, gerando ácido láctico e outros ácidos orgânicos, dióxido de carbono e gás hidrogênio. Como resultado da formação desses ácidos e gases, o indivíduo apresenta os seguintes sintomas: cólicas abdominais, flatulência, ruídos intestinais e diarréia.
Relata-se que uma ingesta moderada de lactose, isto é, cerca de 5 a 12g, que corresponde a cerca de 100-200ml de leite, é o suficiente para que se manifestem os sintomas, sendo, portanto, necessária a restrição absoluta deste alimento, bem como das preparações que o contenham.

DIAGNÓSTICO

Os sintomas da intolerância a lactose são freqüentemente confundidos com alergia alimentar ao leite de vaca.
A deficiência de lactase é diagnosticada:
– A partir da história dos sintomas gastrointestinais que ocorrem após ingestão de leite;
– A partir de um teste de níveis de hidrogênio anormais na respiração;
– Um teste de tolerância anormal;
– Uma biópsia da mucosa intestinal.

TESTE DE TOLERÂNCIA À LACTOSE

É um teste utilizado para diagnosticar o problema. Ele é baseado em uma dose oral de lactose (50g) equivalente à quantidade existente em 1 litro de leite.
Durante o teste, no indivíduo com intolerância à lactose, a glicose sangüínea sofre um aumento menor que 25mg/100ml de soro acima do nível obtido no jejum. Além disso, sintomas gastrointestinais podem ocorrer e há também um aumento da produção intestinal de hidrogênio (medido através do teste de hidrogênio na respiração)

CUIDADOS NUTRICIONAIS

Os sintomas da intolerância à lactose são aliviados com a redução ou omissão do leite e seus derivados.

Alimentos não Permitidos
Todos os leites in natura ou em pó de qualquer espécie e todos os produtos contendo leite (exceto o leite sem lactose), tais como sorvete, iogurte, leite condensado, queijo, leite maltado, ovomaltine, alguns cafés instantâneos e bebidas de cacau, manteiga, requeijão, etc;
Sobremesas preparadas com leite; bolos, biscoitos e misturas comerciais;
Maioneses com lactose, creme de leite, margarinas e molhos contendo leite;
Embutidos contendo sólidos de leite, sopas comerciais contendo lactose;
Chocolate, goma de mascar;
Observando todos os alimentos não permitidos, fica claro a importância da leitura dos rótulos dos produtos comerciais, pois muitas vezes, um produto pode parecer inofensivo para o intolerante a lactose por não ser derivado do leite, mas pode conter em sua composição a lactose. É o caso, por exemplo, de certos antibióticos, vitaminas e preparações de sais minerais, que contém em sua composição lactose.

ÚLTIMAS CONSIDERAÇÕES

A maioria dos adultos com intolerância à lactose pode consumir pequenas quantidades de lactose sem apresentar os sintomas, sendo que ela é melhor tolerada quando ingerida como parte de uma refeição do que separadamente. Entretanto, em crianças recomenda-se a exclusão total de alimentos que a contenham.
Leite e derivados tratados com enzima lactase estão disponíveis no mercado, bem como a própria enzima que pode ser adicionada ou ingerida oralmente antes de uma refeição contendo leite e derivados.
Dependendo da extensão na qual o leite e derivados devem ser evitados, a dieta deve ser avaliada para o conteúdo de cálcio, vitamina D e riboflavina (nutrientes importantes presentes no leite). Isto é válido especialmente para crianças e mulheres (Dra. Jocelem Salgado -Mestre em Nutricao da USP)

NA INTOLERÂNCIA À LACTOSE

O leite e outros produtos lácteos não-fermentados, que são as fontes naturais da lactose, devem ser evitadas. Os produtos fermentados de origem láctea, por outro lado, são bem tolerados porque as bactérias abundantes de ácido láctico presentes nestes produtos digerem a lactose.

Outros produtos alimentares que possam conter lactose incluem: o pão e outros produtos cozidos no forno; cereais de pequeno almoço processados; batatas instantâneas, sopas, e bebidas de pequeno almoço; margarina;molhos de salada; doces e outros petiscos; misturas para panquecas, biscoitos, e bolachas, devem ser evitados. É importante ler as etiquetas dos alimentos com cuidado, olhando não só para o leite e para a lactose entre o conteúdo mas também para palavras tais como soro do leite, coalho, produtos derivados do leite, sólidos do leite secos, e leite em pó magro. Se qualquer um destes se encontra alistado numa etiqueta, o produto contem lactose, e deve ser evitado.

Preferir: iogurte, coalhada, leite de soja, iogurte de soja, queijos minas, ricota, cottage, leite fermentado, produtos isentos de lactose

Evitar: sacarose (açúcar comum, mascavo, mel, melado ou produtos que a contenham) Lactose, (leite de vaca, cabra ou produtos industrializados/caseiros como bolos, tortas pudins que contenham lactose em sua composição. Frituras salgadinhos. Folhosos em excesso, hortaliças e frutas laxativas. Outra forma de evitar os sintomas é experimentar os suplementos da enzima lactase, disponíveis no mercado em comprimidos ou tabletes mastigáveis. Deve ser ingerido junto com os laticínios.

“Além disso, é possível adicionar gotas de enzima lactase no leite comum para pré-digerir a lactose antes de beber. Vale lembrar que as gotas devem ser colocadas 24 horas antes do consumo, tempo necessário para digerir a lactose”

Deixe um comentario

Artigos
Meu Twitter: